Confira nossas previsões para as próximas tendências de mídia social em 2022 e descubra como você pode aproveitar essas informações para ajudar sua empresa a crescer.


O mundo acelerado da mídia social está constantemente em fluxo, com novas tendências surgindo quase a cada duas semanas. As empresas e os profissionais de marketing precisam ser capazes de reagir rapidamente se quiserem acompanhar e aproveitar as últimas tendências para aproveitá-las ao máximo.


O truque é identificar uma tendência antes que ela se torne popular e perca sua novidade e individualidade. Pode ser um jogo de adivinhação, mas se você fizer sua pesquisa e ficar atento às tendências da mídia social, poderá incorporá-las às suas campanhas para obter melhores resultados.


Use nossas previsões para preparar sua estratégia de marketing para o próximo ano.

Mídia social como plataforma de compras

À medida que as compras online se tornaram mais proeminentes durante a pandemia, os canais de mídia social começaram a se tornar cada vez mais populares como plataformas de compras. Canais de mídia social como Facebook, Instagram e Pinterest agora oferecem recursos de compras que as empresas podem aproveitar.

Com usuários em todo o mundo gastando uma média de 145 minutos por dia nas redes sociais, faz sentido abrir uma loja onde seu público-alvo fica online. O comércio social vai se expandir em 2022. Os usuários aproveitam a experiência de compra instantânea e a mídia social ouve seu público e implementa as melhorias necessárias.

Por exemplo, o Facebook está investindo na expansão do recurso Facebook Pay e tornando o processo de compra o mais fácil possível com opções de compra com um clique. Outro recurso de comércio eletrônico que as plataformas de mídia social começaram a oferecer e que já decolou na China são as compras ao vivo.

Ele oferece uma experiência de compra interativa com um apresentador apresentando o produto enquanto o público pode fazer perguntas e interagir com outros clientes via chat. Embora seja novo no mercado ocidental, espera-se que decole em 2022, com previsão de ultrapassar US$ 25 bilhões nos EUA até 2023.

Aumento adicional da popularidade do conteúdo de vídeo em tamanho reduzido

A ascensão da plataforma de mídia social baseada em vídeo TikTok e os lançamentos do Instagram Reels, Twitter Fleets e YouTube Shorts mostram que o conteúdo de vídeo curto continua em alta e crescendo em todas as plataformas de mídia social. Isso continuará em 2022, pois as taxas de engajamento tendem a ser maiores para vídeos em comparação com qualquer outro tipo de conteúdo.

À medida que os usuários navegam pelo conteúdo de vídeo curto nas redes sociais, eles esperam conteúdo divertido e veem algo novo todos os dias. As plataformas de mídia social se baseiam nisso, fornecendo opções para fazer upload de vídeos pequenos ou conteúdo que desaparece após 24 horas. Para as empresas, é crucial fornecer conteúdo novo e transmitir a mensagem-chave em apenas alguns segundos para capturar um público com um nível de atenção cada vez menor.

Embora a brevidade pareça ser a chave, ainda há espaço para vídeos mais longos na forma de transmissões ao vivo. A mudança para a hospedagem de eventos online durante a pandemia aumentou a popularidade das transmissões ao vivo. Isso ajuda você a criar uma conexão mais profunda com seu público. Continuará sendo uma ótima opção para aumentar o engajamento em seus canais sociais.


A mudança do Facebook para o metaverso

Apesar das novas plataformas de mídia social ganharem popularidade e da publicidade negativa nos últimos anos, o Facebook continua a ser o canal mais escolhido internacionalmente. Mudanças na interface em determinados intervalos não são a única razão pela qual a maior rede social continua crescendo. A inovação constante, os investimentos em novos recursos para o comércio social e a ramificação para a realidade virtual impulsionam a empresa.

O novo objetivo do fundador Mark Zuckerberg é deixar de ser conhecido apenas como uma plataforma de mídia social e construir sua visão de realidade virtual chamada de metaverso. Com esta mudança vem a recente mudança de marca do Facebook para Meta. Anunciando que a reformulação da marca não afeta a forma como os dados são usados pela empresa, mas como eles relatam seus resultados financeiros, a Meta se concentra em conectar pessoas por meio de realidade aumentada e virtual e o uso de óculos inteligentes.

Expandir sua identidade digital por meio de seu perfil no Facebook e sua presença em RV ou metaverso será uma das áreas de foco em 2022. Haverá mais ferramentas de criação de avatar digital que já se refletem no aumento de tokens não fungíveis baseados em arte digital ou Avatares NFT. O Facebook planeja se inclinar para isso e oferecer aos usuários a capacidade de criar representações virtuais elaboradas de si mesmos.

O atual produto de realidade virtual do Facebook, Oculus, também está passando por uma atualização para se tornar o Oculus Quest, que pode ser usado com o aplicativo Meta Quest. Não há dúvida de que essa expansão para o metaverso terá um grande impacto no mundo das mídias sociais em 2022. Apesar de outras redes sociais emergentes, o marketing no Facebook deve continuar fazendo parte da estratégia de todas as marcas.

A ascensão da realidade aumentada nas redes sociais

A tecnologia cada vez mais avançada e as redes celulares mais fortes criam o ambiente perfeito para a integração da realidade aumentada no dia a dia. As plataformas de mídia social começaram a usar o AR e continuarão a encontrar mais maneiras de incorporá-lo à sua oferta.

Por exemplo, o Instagram oferece filtros desde 2017 e expandiu isso permitindo que os usuários criem seus próprios filtros em 2019. O lançamento do Facebook de óculos inteligentes que os usuários podem usar para registrar suas memórias em vez de usar seus telefones também deve ter um grande impacto no mercado AR.

Haverá mais desenvolvimentos no comércio eletrônico com aplicativos orientados a AR que ajudam os clientes com recursos para experimentar roupas ou colocar móveis no lugar virtualmente. Isso também afetará a forma como o conteúdo das mídias sociais é apresentado e haverá novos desenvolvimentos por meio de filtros e jogos.

Aumento de conteúdo gerado pelo usuário

Se você ainda não explorou o mundo do conteúdo gerado pelo usuário, não deixe de fazê-lo em 2022. É uma técnica de marketing de mídia social que explora as emoções das pessoas. As marcas criam histórias atraentes com a ajuda de sua comunidade. É instantaneamente identificável, altamente envolvente e autêntico.

Em um mundo mais digital, onde a experiência de compra é mais online e não mais uma interação face a face, os clientes agora procuram a experiência pessoal perdida em outro lugar. É aí que entra o conteúdo gerado pelo usuário.

Em vez de conteúdo de vídeo polido compartilhado pela marca, os consumidores preferem o conteúdo mais real e imperfeito de outros clientes, que gostam de um produto ou serviço. Eles estão procurando provas sociais e aproveitam a experiência mais interativa enquanto comentam, fazem perguntas e expressam suas opiniões.

Produzir conteúdo atraente e inovador que envolva seu público-alvo torna-se cada vez mais difícil online. Ao compartilhar o conteúdo que seus defensores da marca criam para você, você garante que é o que seu público está procurando e pode criar uma conexão mais forte entre sua marca e seus clientes e criar confiança com mais facilidade.

Influenciador e criador de conteúdo Tendência

Mesmo antes da pandemia, o marketing de influenciadores estava a caminho de se tornar parte integrante das estratégias de marketing bem-sucedidas em vários negócios e setores. A pandemia do Covid-19 acelerou esse processo e a passagem de influenciador para criador de conteúdo.

Em vez de trabalhar com celebridades, as marcas agora encontram criadores influentes, que produzem conteúdo de alta qualidade para compartilhar com seus seguidores dedicados em seu nicho. Esse tipo de marketing de microinfluenciador continuará a crescer em 2022. O foco aqui é a conexão pessoal que um criador de conteúdo tem com seu público. Um grande número de seguidores tornou-se secundário.

O desenvolvimento mais recente para ficar de olho neste espaço são as imagens geradas por computador ou influenciadores CGI. Eles são criados por equipes que usam imagens geradas por computador e uma presença on-line com curadoria para criar cenas da vida virtual dos influenciadores em contas de mídia social como o Instagram. Algumas marcas de luxo como Calvin Klein, Prada e Samsung já começaram a usar influenciadores CGI.

As marcas têm mais controle sobre os produtos e conteúdos que confiam aos influenciadores virtuais. Eles controlam onde as figuras virtuais posam com seus produtos, como se parecem, se vestem e agem. Isso é o que os torna atraentes para usar em uma campanha de marketing de influenciadores e por que podemos ver essas presenças virtuais online surgindo cada vez mais no próximo ano.

Os clientes seguem as marcas para saber mais sobre os produtos

Com o uso cada vez maior das mídias sociais em nossas vidas diárias, surge a tendência de obter as últimas notícias de seu feed social. Isso inclui informações sobre marcas e empresas. Um número crescente de consumidores segue suas marcas favoritas nas mídias sociais para se manter atualizado sobre produtos e serviços.

Eles estão procurando ativamente contas de mídia social de empresas para serem os primeiros a ouvir notícias da empresa, aprender sobre promoções, se divertir ou aprender. Esta é uma base de clientes leais que espera atualizações regulares em todos os canais. As empresas podem aproveitar isso com o tipo certo de conteúdo e estabelecer confiança com clientes altamente engajados.

Priorizar o conteúdo informativo e exclusivo é essencial para obter leads valiosos que podem se transformar em defensores da marca. Para atender às expectativas dos clientes e continuar crescendo, uma presença de mídia social consistente, alinhada à marca e responsiva deve ser o objetivo de todas as empresas em 2022.

O atendimento ao cliente nas redes sociais é obrigatório

Uma tendência de mídia social que vem surgindo há algum tempo e continuará a se expandir sob as expectativas dos consumidores é que a mídia social se tornou uma plataforma de atendimento ao cliente. Os clientes desfrutam de fácil acesso às marcas em seus canais sociais e esperam que respondam rapidamente e forneçam excelente atendimento ao cliente.

Seja respondendo a comentários ou DMs, as empresas precisam investir em representantes de atendimento ao cliente experientes em mídia social para acompanhar a demanda. Evitar responder a perguntas e fornecer suporte nas mídias sociais pode ser prejudicial à sua marca à medida que as críticas negativas se acumulam.

Em vez de ignorar as preocupações do seu público-alvo, responda às suas perguntas e crie uma conexão entre sua empresa e seus clientes. Esta é a sua oportunidade de construir confiança e promover a fidelidade à marca, ao fornecer o agora esperado atendimento excepcional ao cliente nas redes sociais.

Tendências e inovações em pesquisa por voz e visual

Os mecanismos de pesquisa e as plataformas de mídia social estão expandindo suas funções de pesquisa. Os mecanismos de pesquisa estão investindo na pesquisa de imagens, o que permitirá que os consumidores obtenham informações sobre o produto por meio de uploads de imagens. A pesquisa por voz e o controle de voz nas plataformas de mídia social permitirão que os usuários ditem mensagens e respondam aos comentários em suas postagens.

O Pinterest já usa a pesquisa visual por meio do Pinterest Lens. O recurso do aplicativo exibe pinos semelhantes aos dos quais os usuários tiram uma foto. Dessa forma, a plataforma de mídia social tem redirecionado os clientes para as páginas de produtos para encontrar o que procuram.

O Instagram também está expandindo seus recursos de pesquisa visual. Os usuários poderão usar uma opção de pesquisa visual em postagens que incluem produtos de que gostam. Eles recebem recomendações de produtos semelhantes, o que melhora a experiência de compra, pois o Instagram continua desenvolvendo suas funcionalidades de compras.

As melhorias na pesquisa visual abrirão novas oportunidades para empresas de comércio eletrônico e para o setor de varejo em 2022. Os recursos para criar anúncios mudarão junto com os novos recursos de compras que funcionam com a pesquisa visual. Levando isso ainda mais longe, ele também poderia ser implementado na indústria de viagens. Por exemplo, os usuários carregam uma imagem dos pontos turísticos e recebem informações sobre a história do local.

No ano que se aproxima, as empresas devem estar prontas para as novas possibilidades abertas pelos usuários que interagem com a pesquisa de maneira mais diversificada por meio da pesquisa por voz e visual.

Popularidade crescente contínua de transmissões ao vivo

As transmissões ao vivo ganharão ainda mais popularidade. Temos visto um crescimento constante desse tipo de marketing de vídeo, principalmente durante a pandemia. Muitas marcas começaram a usar vídeos ao vivo para anúncios importantes, pois as mudanças nos algoritmos do cenário da mídia social favoreceram o conteúdo ao vivo em detrimento de qualquer outra postagem.

Os usuários ficaram mais à vontade com os chats ao vivo, pois todos tiveram que se conectar virtualmente durante a pandemia. Isso não significa que você pode simplesmente ligar a câmera ao vivo para dizer olá. Certifique-se de ter um plano em vigor e fornecer conteúdo útil que seja divertido, tendências e responda às perguntas do seu público.

É sua chance de se conectar com seus clientes e criar confiança em sua marca. Em vez de ser uma empresa sem rosto, você pode estabelecer uma conexão mais pessoal por meio de conteúdo valioso, como cenas de bastidores e perguntas e respostas. Mergulhe e você verá que seus clientes começam a reconhecer os rostos que veem em suas transmissões ao vivo. Eles pedirão para falar com a pessoa de mídia social de confiança quando visitarem sua loja.

Mais otimização com IA e automação mais avançadas

A inteligência artificial (IA) e a automação se tornarão ainda mais sofisticadas em 2022. Esses avanços na tecnologia serão cada vez mais incorporados ao marketing de mídia social. As ferramentas baseadas em IA ajudarão cada vez mais as marcas a medir seu sucesso, entender melhor o comportamento do cliente e identificar tendências.

As empresas podem usar inteligência artificial para determinar o que postar e quando. Eles podem basear suas decisões em recomendações encontradas por meio de dados que seriam muito complexos ou demorados para processar. A IA pode avaliar o conteúdo e o sentimento da mídia social para acelerar o processo de escuta social e ajudar na comunicação com seu público.

Os chatbots alimentados por IA reduzem os custos e economizam o tempo dos departamentos de atendimento ao cliente, pois respondem a consultas simples. Essa tecnologia continuará a evoluir e aumentar a satisfação do cliente com sua disponibilidade e velocidade 24 horas por dia, 7 dias por semana.

A automação de IA auxilia os profissionais de marketing com campanhas de marketing personalizadas e pode cuidar de tarefas redundantes para minimizar a carga de trabalho. O aprendizado de máquina, bem como os modelos de processamento de linguagem natural executados no plano de fundo da publicidade, fornecem insights para melhorar o desempenho.

A expansão da identidade virtual em plataformas de mídia social

Nossas identidades nas mídias sociais ou identidades virtuais devem evoluir no próximo ano. O Facebook liderará o caminho com sua expansão para o metaverso. Veremos um foco em nossa identidade digital, pois a plataforma de mídia social está a caminho de sua visão de avatares 3D que nos representam online.

Oferecendo opções de gestos e respostas mais avançadas, bem como mais recursos para dar vida ao seu avatar digital, o Facebook estará na vanguarda dessa tendência. O objetivo é usar essa representação digital para entrar em um ambiente virtual para sair com seus amigos online. A ideia é que você possa customizar o espaço e colaborar com outras pessoas de qualquer lugar do mundo.

Com esta mudança para uma identidade mais digital, a privacidade e a utilização dos dados dos clientes continuarão a ser tópicos sobre os quais todas as empresas devem estar atualizadas. 

Mudanças de algoritmo para melhor usabilidade

As alterações e atualizações de algoritmo são parte integrante das plataformas de mídia social e dos mecanismos de pesquisa. Até agora, as atualizações envolviam colocar mais peso em postagens locais e relacionadas a familiares e amigos, em vez de conteúdo comercial no Facebook. O algoritmo do Twitter garante que você sempre veja as últimas notícias e o Instagram é conhecido por colocar o engajamento e a popularidade do seu conteúdo em primeiro lugar.

Em 2022, as atualizações do algoritmo continuarão mudando o cenário das mídias sociais. Respondendo aos seus usuários, as plataformas de mídia social atualizarão seus algoritmos com preocupações de privacidade e experiência do usuário em mente. Podemos ver melhorias na capacidade de dizer o que é conteúdo político e limitá-lo em feeds de notícias em plataformas como o Facebook.

As mudanças algorítmicas darão suporte a novos recursos de compras, como compras ao vivo, ou tornarão a descoberta de produtos o mais fácil possível. Um recurso potencialmente revolucionário será a capacidade de ativar e desativar o algoritmo enquanto rola seu feed pessoal.

Integrações de criptomoedas nas redes sociais

Com o surgimento de NFTs e novos desenvolvimentos em criptomoedas, plataformas de mídia social como o Twitter agora estão procurando integrar novos recursos para acompanhar a tendência. NFT é a nova forma de comprar e vender ativos digitais. O Twitter já tomou medidas para permitir pagamentos via criptomoeda e os usuários dessa comunidade de nicho compartilharam suas compras NFT por meio do aplicativo.

O CEO da plataforma de mídia social, Jack Dorsey, é um grande fã de bitcoin. Ele quer integrá-lo mais por meio de adições como Twitter Tip Jar e Super Follows. Este movimento é destinado a criadores de conteúdo para fornecer a eles uma plataforma que eles possam usar para obter sua renda, ao conectar seu Patreon, GoFundMe ou Bandcamp.

Atualmente, o recurso Super Follows está disponível apenas para alguns poucos usuários do Twitter. É um recurso que permite cobrar dos seguidores pelo conteúdo que eles podem assinar. O Facebook também está analisando a tendência com sua moeda digital Diem, então é definitivamente uma área para ficar de olho no próximo ano.

Trendjacking no TikTok

O popular aplicativo de mídia social TikTok requer um certo nível de especialização ou know-how para que as empresas sejam bem-sucedidas na plataforma. Se os profissionais de marketing estiverem sintonizados com o TikTok, ele oferece oportunidades para seguir as tendências como nenhum outro canal de mídia social oferece.

O TikTok está procurando tornar mais fácil para os profissionais de marketing aproveitarem as últimas tendências. Há planos para atualizações no Top Ads e no Creative Center para oferecer ferramentas de marca mais simplificadas e obter uma visão geral do conteúdo viral mais recente. Isso tornará mais fácil a técnica de marketing de "trendjacking" na rede de mídia social que ficou famosa por sua viralização.

O TikTok planeja implementar a automação o máximo possível e fornecer opções aprimoradas para hashtags de marca personalizadas. As parcerias com criadores são incentivadas e haverá maneiras mais estruturadas de criar desafios de vídeo em campanhas.

Para aproveitar as últimas tendências de mídia social, é necessário fazer algumas pesquisas e verificar as últimas notícias. O Google Trends e um check-in diário em seu site favorito de notícias relacionadas a tecnologia e marketing devem fazer parte de sua programação. Isso o ajudará a dominar a capacidade de estar no lugar certo na hora certa.

Use nossas previsões para 2022 para se preparar para um ano novo emocionante no mundo da mídia social. AR e VR serão mais incorporados em aplicativos para aumentar nossas identidades virtuais nas redes sociais. O Facebook assumirá a liderança com sua mudança para o metaverso. Outros meios de comunicação social certamente responderão com suas próprias inovações nessa direção.

Com esses novos desenvolvimentos e o número crescente de clientes entrando em contato nas mídias sociais, as empresas precisam ficar atentas às implicações na privacidade e no uso dos dados dos clientes. Os consumidores agora esperam poder interagir com suas marcas favoritas via mídia social de forma rápida e fácil. Isso torna uma demanda que as empresas precisam atender com a ajuda de IA, como chatbots, mas também encontrar esse equilíbrio para fornecer uma experiência autêntica.

Outras áreas que já começaram a crescer, como a popularidade de vídeos pequenos, transmissões ao vivo e recursos de compras, continuarão a ser um ímã que atrai o público à medida que as redes sociais se tornam cada vez mais integradas em nossas vidas diárias.

Se você está procurando maneiras diferentes de acompanhar as tendências e ideias criativas para aumentar as vendas, confira nosso e-book gratuito.

Elisabeth Strasser

Elisabeth Strasser

Lizzie is a professional Content Writer. She's been passionate about SEO and content marketing ever since a life-changing internship at a digital marketing agency while completing her BA in English and American Studies.

Having graduated with a Professional Writing MA with distinction, Lizzie set out to gain her copywriting and digital marketing experience in Cork City.

An Austrian with a love for Ireland, Lizzie loves exploring Irish folklore and storytelling. Her favourite DW tools are:
Youtube Outro Maker and Add Logo to Video tools.